UP - FAQ Notícias  

Inscrições e candidaturas on-line - informação técnica básica sobre o processo de autenticação

Neste início de ano letivo encontram-se disponíveis, na subcategoria "Outras", aspetos técnicos básicos relacionados com dificuldades na autenticação no Sigarra para a realização de inscrições e candidaturas "on-line" na U.Porto.

Adenda . 2019-09-16

A partir de hoje, pode consultar informação sobre a área de intervenção da UPdigital através da nova interface "Portal de Serviços IT"  ( https://up.pt/it ) 

Informação válida à data da redação.

v. 1.0. 2019-09-13 . Rev. 2019-09-16

2019-09-16 20:53

Portal de Serviços IT (UPdigital)

A UPdigital disponibilizou a nova interface de acesso a informação sobre a sua área de intervenção: o "Portal de Serviços IT

Esta interface permite agregar num só ponto de acesso informação atualizada sobre os diversos serviços disponíveis:

https://up.pt/it/ 

Informação válida à data da redação.

v. 1.0. 2019-09-16

2019-09-16 20:51

Lei 36/2011 de 21 de junho - "Estabelece a adopção de normas abertas nos sistemas informáticos do Estado"

Foi publicada em Diário da República a Lei n.º 36/2011, que estabelece a adopção de normas abertas nos sistemas informáticos do Estado.
 
Esta lei entra em vigor 90 dias após a sua publicação e aplicação aos órgãos de soberania, aos serviços da administração pública central, incluindo os institutos púbicos e serviços desconcentrados do Estado, aos serviços da administração pública regional e ao sector empresarial do Estado.
 
Segundo a lei «é obrigatória a aplicação de normas abertas em todos os documentos de texto em formato digital que sejam objecto de emissão, intercâmbio, arquivo e ou publicação pela Administração Pública». «Nos termos da presente lei, nenhum documento de texto em formato digital, presente por pessoa individual ou colectiva à Administração Pública, pode ser recusado, ignorado ou devolvido com base no facto de ser emitido com recurso a normas abertas», lê-se no texto legislativo.
 
A lei estabelece os domínios que serão abrangidos pelo Regulamento Nacional de Interoperabilidade Digital, que terá que ser apresentado num prazo de 90 dias após a entrada em vigor desta legislação e que terá um período de discussão pública de 30 dias.
 
São abrangidos pelo regulamento os «formatos de dados, incluindo códigos de caracteres, formatos de som e imagens (fixas e animadas), audiovisuais, dados gráficos e de pré-impressão; os formatos de documentos (estruturados e não estruturados) e gestão de conteúdos, incluindo gestão documental; as tecnologias de interface web, incluindo acessibilidade, ergonomia, compatibilidade e integração de serviços; os protocolos de streaming ou transmissão de som e imagens animadas em tempo real, incluindo o transporte e distribuição de conteúdos e os serviços ponto a ponto; os protocolos de correio electrónico, incluindo acesso a conteúdos e extensões e serviços de mensagem instantânea; os sistemas de informação geográfica, incluindo cartografia, cadastro digital, topografia e modelação; as normas e protocolos de comunicação em redes informáticas; as normas de segurança para redes, serviços, aplicações e documentos; as normas e protocolos de integração, troca de dados e orquestração de processos de negócio na integração inter-organismos».
 
Este regulamento deverá ser revisto pelo menos de três em três anos.

In iGOV - 2011-06-21

Via ("autor"): SERU - Luís Manuel Magalhães C. Valente Teixeira
Inserida por: SERU - Fernando Monteiro


Informações extra: Diário da República: texto da Lei 36/2011 no formato PDF (abre numa nova janela)
2012-06-06 23:28

Mostrar as notícias arquivadas.

Existem 1074 artigos disponíveis on-line